[RESENHA] NW – Zadie Smith

Em um dos seus romances mais urbanos e precisamente localizados, Zadie Smith se volta para o bairro londrino de Kilburn, na região NW (de Northwest – noroeste) da cidade e para as vidas que se cruzam nessa região. Felix, Leah, Natalie e Nathan tem suas vidas ligadas por encontros e desencontros no meio dessa região e, em cada seção acompanharemos um pouco de sua perspectiva e do modo como eles se relacionam com o bairro e com a cidade como um todo.

São quatro personagens muito interessantes, pois podemos ver em cada um deles formas bem distintas de existir em um mesmo contexto. É especialmente importante observar a escolha de Smith em situar sua narrativa neste bairro especificamente, onde diversas ondas migratórias tornaram-o multicultural e local de conflitos, mas também de ricas trocas, entre as culturas. É sem dúvida o berço de uma cultura complexa, às vezes brutal, às vezes transformadora.

Continuar lendo [RESENHA] NW – Zadie Smith

Anúncios

[RESENHA] Você tem a vida inteira – Lucas Rocha

Você tem a vida inteira é um jovem adulto nacional que gira em torno de três personagens masculinos gays, Ian, Victor e Henrique, os quais, de uma forma ou de outra, se verão forçados a lidar com o HIV. Os capítulos são divididos entre as perspectivas dos três personagens, de modo que temos a oportunidade de acompanhar a evolução de cada personagem de perto, assim como realmente nos colocarmos em seu lugar.

Henrique já é soro positivo há alguns anos, e está indetectável, mas continua se vendo constantemente nessa posição de ter que revelar seu status de soro positivo e, com isso, lidar com o preconceito que cerca o HIV. Victor acaba de descobrir que Henrique, com quem vinha se relacionando, é soro positivo, e não acha que será capaz de continuar a seu lado depois de receber essa notícia. Ian acaba de receber seu diagnóstico e acha que sua vida acabou antes mesmo de ter começado.

Continuar lendo [RESENHA] Você tem a vida inteira – Lucas Rocha

Coleção Pequeno Filósofo: A morte do divino Sócrates + A confissão de Santo Agostinho – Jean Paul Mongin (adaptação)

Filosofia pode ser incrivelmente difícil, no início, principalmente para quem decide pegar um volume ao acaso, sem uma orientação ou mediação. Mas isso não quer dizer que a filosofia deve permanecer acadêmica ou que não há formas de mudar esse quadro. Muito pelo contrário. É muito importante procurarmos formas de introduz o leitor aos temas e ao modo de pensar filosófico o quanto antes e é nesse sentido que surge a coleção Pequeno Filósofo, da Editora Martins Fontes.

Recheados de ilustrações e buscando aproximar o leitor das ideias dos filósofos, os volumes são fortemente baseados em obras e até nos fatos históricos que envolvem a vida de cada pensador. Jean Paul Mongin baseia-se amplamente nos textos originais, construindo narrativas que trabalham no limiar da ficção e da não-ficção, do infantojuvenil e da filosofia.

Continuar lendo Coleção Pequeno Filósofo: A morte do divino Sócrates + A confissão de Santo Agostinho – Jean Paul Mongin (adaptação)

[RESENHA] The Heart of Betrayal – Mary E. Pearson

Segundo volume da trilogia Crônicas de Amor e Ódio, cujo primeiro volume já foi resenhado aquiThe Heart of Betrayal nos conduz pela surpreendente e instigante trajetória de Lia. Agora prisioneira política do reino de Venda, agora já não pode se esconder. Ela precisa aprender rápido como esse reino realmente funciona, bem diferente de tudo que aprendeu sobre a região, se quiser sobreviver e escapar.

Continuar lendo [RESENHA] The Heart of Betrayal – Mary E. Pearson

Peter Pan, de J. M. Barrie + Tiger Lily, de Jodi Lynn Anderson – Um clássico infantil e seu reconto jovem adulto

É difícil encontrar alguém que não tenha tido contato com alguma versão de Peter Pan ao longo de sua infância, principalmente dos anos 1950 para cá, graças à adaptação da Disney e a uma série de outras versões que a seguiram. Porém, são poucos os que conhecem a obra original de J. M. Barrie. Eu mesma, até me deparar com esta linda edição de bolso da Editora Zahar, publicada em 2014, desconhecia sua origem literária.

Mesmo que haja uma ou outra mudança, principalmente na forma como o final é construído, a adaptação da Disney é relativamente fiel ao livro e o fã de Peter Pan encontrará em sua versão original exatamente o que espera: a história das aventuras de Peter e os meninos perdidos, a partir da visita de Wendy, João e Miguel à Terra do Nunca. Visitamos novamente o mundo mágico da Terra do Nunca, onde piratas, sereias e fadas disputam espaço com índios e meninos que não crescem mais.

Continuar lendo Peter Pan, de J. M. Barrie + Tiger Lily, de Jodi Lynn Anderson – Um clássico infantil e seu reconto jovem adulto

[RESENHA] Fique Comigo – Ayòbámi Adébáyò

Fique Comigo é o livro que a Tag Inéditos enviou aos assinantes no mês de Julho, da autora nigeriana Ayòbámi Adébáyò e com tradução de Marina Vargas. Caso tenha interesse em tornar-se assinante, use o código MAÍVIK7Q para ganhar um bônus de R$35,00 na loja, que você pode usar, inclusive, para adquirir Fique Comigo 😉

Em uma narrativa intensa, carregada de drama, segredos e decisões difíceis, conhecemos a história de Yejide. Enquanto os anos se passam sem que dê um filho a seu marido, a personagem sofre a pressão de ser uma mulher na Nigéria dos anos 1980, o que carrega em si a pressão de ser a única responsável por engravidar.

Pressionado por sua família, Akin, seu marido, acaba aceitando tomar uma segunda esposa, Funmi, sem demonstrar qualquer interesse pela moça e até mesmo recusando-se a abrigá-la na mesma casa que Yejide, a princípio. No entanto, a presença desse terceiro elemento no casamento dos dois começa a cobrar seu preço e acaba tornando-se o primeiro passo para uma série de eventos transformadores na vida desse casal.

Continuar lendo [RESENHA] Fique Comigo – Ayòbámi Adébáyò

[Volta aos livros em 80 mundos #24: Malásia] Clutch, Brake, Sellerator and Other Stories – Yeo, I., Kow, S., & Tan, T. E.

Assim como o livro que li da Bulgária, escolhi também um livro de contos para a Malásia. Porém, ao contrário do anterior, esta é uma coletânea formada por seis autores distintos, cujos textos foram selecionados entre os melhores do “The MPH-Alliance Bank National Short Story Prize” de 2009.

Continuar lendo [Volta aos livros em 80 mundos #24: Malásia] Clutch, Brake, Sellerator and Other Stories – Yeo, I., Kow, S., & Tan, T. E.

[RESENHA] Graça e Fúria – Tracy Banghart

Duas irmãs. Duas criações. Serina, treinada para ser uma Graça, belas mulheres a serviço do rei, criadas para serem agradáveis, interessantes e delicadas. Nomi, a irmã inconformista, criada sabendo que acabaria por se tornar a aia de sua irmã, mesmo que a existência das Graças vá contra tudo o que ela acredita. Quando, porém, Nomi acaba sendo escolhida como Graça do príncipe herdeiro e Serina acaba sendo presa, as duas serão separadas e obrigadas a exercer o papel diametralmente oposto ao que elas sempre foram criadas para cumprir.

Revezando a narrativa entre as perspectivas das duas personagens, vamos acompanhando as duas irmãs tentar se adaptar à sua nova realidade. Enquanto Nomi precisa aprender todas as regras não ditas e a demonstrar graça quando está mais preocupada em descobrir o que aconteceu com a irmã, Serina terá de lutar pela sua sobrevivência de uma forma bem diferente da qual foi ensinada.

Continuar lendo [RESENHA] Graça e Fúria – Tracy Banghart

7 livros para ler… nesta primavera

Na temporada do Inverno confesso que deixei um pouco a desejar, acabei só lendo até esse momento 3 dos 7 livros que separei: Confesse, Suicidas e Os 27 Crushes de Molly. Mas não desistam de mim ❤

Para esta primavera, selecionei três categorias: (1) Conclusões de séries, pois a primavera, para mim, sempre teve cara de finais e novos começos; (2) Mensagens de esperança, pois, além de ser a cara da primavera, com a eleição se aproximando sinto que vou precisar de um pouco de esperança extra; (3) Poesia, para resgatar um dos prometidos para o Inverno e curtir os dias mais calmos dessa estação em boa companhia.

Continuar lendo 7 livros para ler… nesta primavera

[Volta aos livros em 80 mundos #23: BULGÁRIA] Contos de Tenetz -Yordan Raditchkov

Nascido em uma pequena aldeia búlgara, que hoje já não mais existe, pois foi inundada pelas águas de uma represa, Yordan Raditchkov nos revela, nos dezenove contos que compõem Contos de Tenetz, uma Bulgária rica em tradições, mitologia e realismo mágico.   História e cultura se misturam com magia, criando um resultado instigante e único.

“No mesmo dia quase todos ficamos assombrados, ao descobrir que, se você quer ir ao vizinho e sai na terça, chegará lá com um dia de atraso, na segunda”.

O trabalho de Raditchkov com a palavra foi um dos pontos que mais me impressionou. Pois em contos bem curtos, que em alguns momentos não chegam às cinco páginas, ele consegue usar suas poucas palavras para nos envolver em uma história, nos desconcertar e, frequentemente, nos surpreender. Às vezes, ficamos presos até a última linha e até difícil passarmos para o proximo conto, pois a verdade ;e que queremos mais.

“A palavra, disseram, tem uma força tremenda. Ela é em si mesma uma grande potência, isto é coisa que se pode ver com clareza, e tolos temos sido nós que não a utilizamos até agora”.

O autor explora, assim, desde o primeiro uso da palavra a lugares mágicos onde pode-se perder uma pessoa que não for muito bem amarrada, entre outras especificidades que só encontramos na sua Bulgária particular. Alguns contos podem até soar um pouco repetitivos a princípio, mas a verdade é que são todos pequenas peças de um maravilhoso quebra-cabeça.

Contos de Tenetz é uma linda conjunção de diversos elementos que não só nos dão uma perspectiva interessante sobre o que é a Bulgária, país bem pouco lembrado e visitado por nós, mas também constroem um mundo muito próprio e encantador.